Ouça a Rádio ao Vivo

End: Praça São Vicente S/N Pau Ferro – Centro - Formosa, GO | Tel: (61) 3631.1796

Horários: Domingos às 08h00 e às 19:30 na Igreja São José Operário e às 10h00 na Igreja Santa Luísa de Marillac
Ver mais

Reflexão do padre › 10/10/2020

“Aprender a ser filho com o Filho!”

27ª Semana do Tempo Comum | Sábado
Lc 11,27-28

​O Evangelho que a Liturgia nos apresenta neste sábado, embora seja composto apenas de dois versículos, traz um dos ensinamentos centrais da pregação de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Muito mais felizes são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática” (Lc 11,28). Ser obediente, fazer a vontade de Deus em primeiro lugar e sobre qualquer situação equivale a tornar viva em nossa vida a suprema vontade de Nosso Deus.

​O primeiro pecado cometido pelo ser humano foi justamente a falta de obediência a Deus (Gn 3,11), e que gerou a desordem na perfeita Obra da Criação. Outra consequência deste mal original foi a mancha de pecado e da morte que contaminou e contagia todos os homens de todos os tempos, pois “como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim a morte passou a todo o gênero humano, porque todos pecaram…” (Rm 5,12).
​Entretanto, Nosso Pai Celestial, rico em Misericórdia, realizou uma nova criação a partir do momento em que enviou ao mundo, Seu Único Filho, Jesus Cristo. Deste modo, a esperança voltou a brotar em meio aos homens. “Portanto, como pelo pecado de um só a condenação se estendeu a todos os homens, assim por um único ato de justiça recebem todos os homens a justificação que dá a vida” (Rm 5,18).

Essa grandiosa graça que a humanidade recebeu em Cristo Jesus, a graça da salvação de nossos pecados com a certeza da vida eterna, foi conquistada por Sua Divina Obediência à vontade de Deus Pai, “tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz” (Fl 2,8). Deste modo, o Filho nos ensina a ser filhos, obedecendo em tudo ao Nosso Pai.
​Por isso, muitas das pregações de Nosso Senhor está voltada para a obediência à Deus: “Todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mt 12,50); “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mt 7,21). Ele mesmo nos ensinou a rezar para que a vontade de Deus possa ser cumprida em nós: “seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu” (Mt 6,10).

​Peçamos, todos nós, a intercessão de Nossa Mãe Aparecida a graça de sermos filhos obedientes à vontade de Nosso Deus, para sermos cada vez mais agraciado com as abundantes bênçãos que Deus tem reservado a cada um de nós.

Assim seja!

Pe. Fláunei Alves Pereira
Pároco da Paróquia São Sebastião – Formosa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *