Ouça a Rádio ao Vivo

End: Praça São Vicente S/N Pau Ferro – Centro - Formosa, GO | Tel: (61) 3631.1796

Horários: Domingos às 08h00 e às 19:30 na Igreja São José Operário e às 10h00 na Igreja Santa Luísa de Marillac
Ver mais

Pastoral do Dizimo

 

Sobre o Dízimo

O dízimo coerente é aquele que nasce e cresce pela fé. A plena conversão do cristão ao dizimo está na mesma medida e proporção de sua conversão em Cristo. Fruto disso, brota a fé, o amor, justiça, caridade, fraternidade e solidariedade, entre os irmãos e na comunidade.

A Pastoral do dízimo tem como objetivo incentivar os fiéis a partilharem o fruto de seu trabalho.

Entre as atividades dos membros da Pastoral do Dízimo está: incentivar aos fiéis ao pagamento do dízimo, promover o relacionamento da paróquia com o dizimistas, organizar as missas do Dízimo, rezar e estar atento às necessidades dos irmãos dizimistas.

É importante lembrar que o Dízimo tem destino certo. Ele é direcionado para seis dimensões da obra evangelizadora.

Coordenador: Carmosita Aquino Moura
Telefone: (061) 9 98260663

Vice Coordenador: Raquel Ribeiro de Melo
Celular: (061) 9 96581477

——————————————

Texto da Pastoral

O bolo e o dízimo maio/2021

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Diante das adversidades que estamos vivendo com a presente pandemia, é possível que em algum momento nos perguntemos: “O que fiz para merecer isso? Ou até mesmo nos lamentando: “Por que Deus tinha de fazer isso, justo comigo?” Para nos ajudar na compreensão do momento atual e aumentar nosso entendimento com relação ao dízimo, “nesse mês dedicado as mães”, apresentamos a presente reflexão propondo uma escuta atenta a um diálogo de mãe e filha, que nos apresenta uma belíssima explicação.

A filha dizia à Mãe como tudo ia errado em sua vida:

– Mãe, não me saí bem na prova de matemática, com aulas desta forma remota, não consigo entender direito. E tem mais mãe, o Eduardo resolveu terminar comigo. E Janaina, minha melhor amiga, está mudando da cidade.

A mãe sabia que em horas de amargura poderia agradar a filha preparando-lhe um bolo. Naquele momento não foi diferente. Abraçou a filha e disse:

– Filha vamos a cozinha! Vou lhe preparar algo delicioso!

Já naquele momento conseguiu arrancar um sorriso sincero da filha. Separou os utensílios, colocou os ingredientes sobre a mesa e olhando para o rosto da filha perguntou?

– Querida, quer um pedaço de bolo?

– Mas já, mamãe? É claro que quero. Seus bolos são deliciosos…

– Então está bem! Tome um pouco deste óleo de cozinha!

Assustada a filha respondeu:

– Credo, mãe!

– Que tal então comer uns ovos crus, filha?

– Que nojo mãe!

– Quer então um pouquinho de farinha de trigo ou fermento?

– Mãe, não dá para comer isso assim, o que deu em você?

– É verdade, todas essas coisas parecem ruins sozinhas, mas quando as colocamos juntas, na medida certa… Elas fazem um bolo delicioso, não é mesmo!

Podemos juntos refletir sobre a lição dessa mãe. Deus trabalha do mesmo jeito com cada um de nós. Por vezes a nossa falta de fé não nos deixa perceber a ação de Deus em nossa vida. Não conseguimos perceber que Ele tem a capacidade de colocar todas as coisas na ordem exata e sempre quer o nosso bem. O que muitas vezes nos falta é a confiança Nele.

Esse aprendizado podemos levar para o dízimo de forma bem leve e simples. Somos dizimistas fundamentalmente, porque confiamos em Deus. Basta entender que tudo que temos provem de sua bondade para conosco.

Executamos a ação do dízimo quando devolvemos uma pequena parte deste todo, em forma de gratidão. E basta erguermos hoje o nosso olhar que enxergaremos o alcance da nossa gratidão manifesto nesta Igreja que nos acolhe. O mais bonito do dízimo é essa amplitude que nossa gratidão alcança, o bem que ela promove.

Ser dizimista é colocar as coisas necessárias, nos lugares necessários. É fazer parte da receita garantido o feitio do bolo que simboliza todos, o existir de uma Paróquia. E nesse processo de confeitaria, somos nós dizimistas que provemos os ingredientes, com alegria, com coração agradecido, convertido em amor por Deus. E com esta receita é difícil o bolo ser imperfeito, uma vez que a massa é sovada na união da comunidade, o formo é aquecido neste caminhar com Jesus.

Você que alcançou a graça de ser dizimista, persevere! Convidamos você que ainda não experimentou essa graça para confiar e fazer a experiência. Pegue conosco ao final da missa o envelope e venha ser o ingrediente que permiti a nossa Paróquia ser o espaço do Reino de Deus em nossa Comunidade.

Pastoral do Dízimo